O sistema ERP, em inglês Enterprise Resource Planning ou o Planejamento de Recursos da Empresa, é mais uma das novas tecnologias presentes no mercado que chegaram para organizar os processos da sua companhia de modo exato, ágil e confiável. E esse avanço que ocorreu nos últimos anos trouxe muitas oportunidades e ideias inovadoras que transformaram a rotina das companhias de pequeno a grande porte.

Estando entre as soluções mais inteligentes à disposição dos administradores, escolher trabalhar com essa oportunidade faz com que o dia a dia se torne ainda mais otimizado, dando espaço para que outras ações sejam implementadas, como a melhoria do estoque, elemento tão essencial para o bom funcionamento de qualquer negócio.

Para quem já faz uso desse método, além de entender melhor sobre o seu funcionamento é interessante, também, considerar quando está na hora de atualizar o software e aumentar os benefícios. Então, continue lendo para saber como esse sistema pode mudar as práticas de gestão e atender a todas as suas necessidades.

O que é um sistema ERP e para que serve?

Fundamentalmente, o que esse sistema faz é centralizar todas as operações da empresa em um único local, seja ele um servidor local ou via web. O resultado desse movimento é que, por meio disso, pode-se ter maior visibilidade de todo e qualquer desempenho. Ou seja, relatórios e comparativos podem ser feitos muito mais rapidamente.

Ao implementar um sistema com foco em gerir dados e atividades, pode-se promover a automatização de diversas tarefas mais rapidamente. Ademais, é feito o controle das operações e a otimização dos processos, sem contar a redução de custos.

Muitos dos erros que acontecem em etapas feitas de forma manual podem diminuir ou ser completamente evitados com a sincronização que os softwares automáticos oferecem. Com isso, além de poder contar com maior precisão e controle, tudo é feito com mais agilidade e eficiência.

Entenda quais são os principais módulos do ERP disponíveis atualmente

Um software de gestão possui diversas vertentes, para poder auxiliar cada negócio como um todo. Isso faz com que o fluxo de trabalho seja muito mais organizado e cadente. Essa automatização tem um papel fundamental, já que o seu propósito é unificar e contemplar todos os setores e departamentos em um só lugar.

Sendo assim, é possível encontrar um tipo exato que se encaixe perfeitamente no cotidiano da sua empresa e atenda todas as demandas necessárias. Sendo um agente centralizador de funções e dados, a comunicação e a execução de tarefas consideradas rotineiras pode ser feita de modo interligado, favorecendo a tomada de decisão.

Essa característica múltipla dá ao sistema de planejamento de recursos muita versatilidade, além de diversas maneiras de aplicação. Veja quais são os principais setores em que ele pode ser aplicado.

1. Gestão dos aspectos financeiros

Com o ERP é possível gerar dados e relatórios sobre cada funcionalidade das áreas financeiras da sua organização. Dessa forma, há maiores possibilidades quanto ao nível de controle sobre as contas a pagar e a receber, o fluxo de caixa e quaisquer outros tipos de movimentações financeiras.

Outras oportunidades nesse quesito são a análise em tempo real do que está acontecendo, um melhor panorama dos riscos corporativos e a otimização de planejamentos, orçamentos e previsões futuras.

2. Logística inteligente de estoque

Administradores mais experientes sabem que esse departamento deve ser organizado e contar com um bom inventário de estoque para que os processos sejam feitos da melhor maneira possível. Por meio de um software dedicado à gestão é possível evitar a falta de um item importante e coordenar as compras para a melhor data e na quantidade adequada, evitando quebras ou imprevistos

Essa prática garante o bom atendimento aos clientes, a redução de perdas e o cumprimento das legislações vigentes no que tange à catalogação de tudo que a sua companhia dispõe, tanto na parte física, quanto na parte contábil.

Assim, torna-se muito mais fácil entender o que foi vendido, o que está com pouca saída e o que deve ser comprado com antecedência. Ainda, pode-se centralizar o recebimento de diversos canais de venda, como loja online própria, marketplaces e loja física, evitando acessar diversos sistemas na busca de dados para o mesmo setor.

3. Gestão de compras otimizada e eficiente

Se a sua organização trabalha com produtos fornecidos por terceiros, é interessante ter um módulo que ajude na administração das compras. Estando diretamente ligado ao estoque e ao financeiro, essa área é de extrema importância para que tudo corra bem em qualquer negócio.

É nessa hora que a tecnologia faz muita diferença. Delimitar quais serão os passos com um bom gerenciamento de compras previne diversas situações que podem impactar negativamente na confiabilidade da empresa pera os clientes e ao seu mercado de atuação. Portanto, ter uma visão ampla do recebimento dos produtos e dos contatos com os fornecedores é crucial.

Implementando o software ERP

Mais importante do que ter em mãos um bom sistema que torne os processos mais inteligentes e precisos, é ter uma equipe preparada e capacitada para lidar com as mudanças que ocorrem quando se opta por esse método.

Por isso, estar por dentro das informações mais relevantes sobre como gerir bem qualquer tipo de estabelecimento se faz cada vez mais relevante. Técnicas como a integração de API e ERP, por exemplo, estão se tornando cada vez mais comuns e têm provado trazer diversas melhorias.

Então, se você quer estar à frente dos seus concorrentes e preparado para qualquer cenário, não deixe de acompanhar o nosso blog. Trazemos os melhores conteúdos para te ajudar a ter o sucesso empresarial de forma simples e descomplicada.

Até mais!

Demonstração Grátis