Conheça o melhor Sistema ERP para Indústrias e Distribuidoras


Você conhece as diferenças entre produção empurrada e produção puxada? Entender no que elas se distinguem é importante para otimizar processos e tomar decisões estratégicas na gestão de operações da sua empresa. 

Para você compreender, ambas metodologias são utilizadas em muitas indústrias para aumentar a eficiência e a eficácia dos processos produtivos. 

Na produção puxada, por exemplo, a empresa identifica primeiro a demanda e, em seguida, inicia a produção, enquanto na produção empurrada, a fábrica produz para estocar e inicia a produção somente após a chegada dos materiais.

Ambas estratégias são efetivas e apresentam vantagens e desvantagens distintas. Neste artigo, vamos explorar as diferenças entre elas e te ajudar a determinar qual delas é mais adequada para a sua indústria. Confira!

banner-demonstracao-controle-producao

O Que É A Produção Empurrada?

A produção empurrada, como explicamos no início deste artigo, é um método de produção em que os produtos são fabricados com base em previsões de demanda

Em outras palavras, os produtos são fabricados antes que haja uma demanda real por eles. Os produtos são empurrados para o mercado com base nas previsões de demanda, em vez de serem fabricados apenas quando há uma demanda real.

Exemplo De Produção Empurrada

Um exemplo de produção empurrada é a indústria de moda rápida. Essa indústria produz grandes quantidades de roupas baseadas em previsões de tendências, sem levar em consideração a demanda real dos clientes. 

As roupas são produzidas em grandes quantidades e enviadas para as lojas, na esperança de que sejam vendidas. No entanto, muitas vezes, as roupas acabam não sendo comercializadas e acabam se acumulando no estoque.

Outro exemplo de produção empurrada é a indústria alimentícia que, muitas vezes, produz grandes quantidades de alimentos para distribuição em supermercados e restaurantes. 

Esses alimentos são produzidos independentemente da demanda real do mercado, resultando em desperdício de alimentos e dinheiro.

Quais As Vantagens Da Produção Empurrada?

A produção empurrada oferece algumas vantagens em relação a outros métodos de produção. Algumas das vantagens incluem:

Eficiência Na Produção

A produção empurrada é altamente eficiente, pois os produtos são produzidos em grandes quantidades. Isso permite que as empresas reduzam seus custos de produção e aumentem sua lucratividade.

Planejamento De Longo Prazo

A produção empurrada permite também que as empresas planejem a produção de longo prazo com base nas previsões de demanda. Isso ajuda a garantir que as empresas estejam prontas para atender à demanda quando ela surgir.

Redução De Custos De Transporte

Além disso, a produção empurrada possibilita ainda que as empresas produzam grandes quantidades de produtos e os enviem diretamente para os locais de armazenamento. Isso ajuda a reduzir os custos de transporte e armazenamento.

Quais As Desvantagens Da Produção Empurrada?

Apesar das vantagens, a produção empurrada também tem algumas desvantagens. Algumas das desvantagens incluem:

Estoques Excessivos

A produção empurrada pode levar a estoques excessivos, o que pode aumentar os custos de armazenamento e reduzir a eficiência do processo de produção.

Desperdício De Recursos

Esse método também pode acarretar em um desperdício de recursos, pois os produtos são produzidos antes que haja uma demanda real por eles. Isso pode gerar um excesso de produção e desperdício de recursos.

Falta De Flexibilidade

A produção empurrada pode tornar as empresas menos flexíveis em relação às mudanças na demanda. Se a demanda real for diferente da previsão, por exemplo, as empresas podem ter dificuldade em ajustar a produção, o que pode gerar excesso ou falta de estoque.

Desafios Da Produção Empurrada

Compreender as nuances da produção empurrada é essencial para qualquer tipo de empresa, já que essa abordagem enfrenta muitos desafios.

Um deles é o excesso de estoque, caracterizado por uma antecipação da produção com base em projeções, o que pode resultar em custos adicionais associados a galpões e espaços de armazenamento, além de aumentar o risco de perdas e danos nos estoques acumulados.

A necessidade de investir em grandes instalações de armazenamento também é outro desafio da produção empurrada, já que isso impacta financeiramente a empresa, além de resultar em desafios logísticos, exigindo uma gestão mais complexa e eficiente desses espaços. 

O acúmulo de estoque pode acarretar em uma menor agilidade nas operações, dificultando a adaptação rápida a mudanças na demanda do mercado.

Outro desafio relevante apresentado pela produção empurrada é a menor eficácia na comunicação entre as diversas áreas da empresa. 

Com o planejamento centralizado, a informação sobre a demanda real, muitas vezes, não é transmitida de maneira eficaz, dificultando a coordenação entre produção, estoque e outras áreas operacionais, além de gerar um desalinhamento entre a oferta e a demanda, impactando negativamente a eficiência geral dos processos. 

banner-modelo-ordem-producao

Qual A Diferença Entre Produção Puxada E Empurrada?

A principal diferença entre produção puxada e produção empurrada está na abordagem utilizada para atender à demanda do mercado. 

Na produção empurrada, por exemplo, os itens são fabricados conforme as previsões de demanda e empurrados para o mercado sem considerar a demanda real imediata, que pode  levar a desafios como excesso de estoque, custos associados ao armazenamento, etc.

Já a produção puxada funciona a partir da demanda real, onde os produtos são fabricados somente quando há uma necessidade identificada. O objetivo é minimizar estoques, otimizar a eficiência e reduzir desperdícios, garantindo uma resposta ágil às variações do mercado.

Qual A Relação Da Produção Puxada E Lean Construction?

A relação entre produção puxada e lean construction está associada aos princípios fundamentais do lean, que buscam acabar com desperdícios, otimizar processos e melhorar a eficiência em várias áreas, incluindo a construção. 

A produção puxada é uma base da filosofia lean, onde o trabalho é executado em resposta direta à demanda real, minimizando estoques e evitando excessos. 

O Que É Produção Puxada?

A produção puxada é uma estratégia de produção que se concentra em produzir bens quando há demanda do mercado. Em outras palavras, em vez de produzir grandes quantidades de produtos em antecipação às vendas futuras, as empresas produzem apenas o que é necessário no momento.

Essa abordagem é baseada em um processo de produção que começa com o pedido do cliente e termina com a entrega do produto. 

Na produção puxada, a demanda do cliente é a força motriz da produção e as empresas ajustam seus processos de produção de acordo com a demanda real do mercado.

Exemplo De Produção Puxada

Um exemplo de produção puxada é a fabricação de carros da montadora japonesa Toyota. A Toyota é conhecida por ser uma das primeiras empresas a adotar a filosofia de produção puxada em larga escala.

A Toyota implementou um sistema de produção conhecido como “Sistema Toyota de Produção”, que é baseado em duas principais técnicas: o “just in time” e o “kanban”.

O just-in-time é uma técnica de produção puxada que se concentra em produzir apenas o que é preciso e quando é necessário. Isso significa que a produção é ajustada de acordo com a demanda do cliente, e não produzida em grandes lotes. 

A produção é iniciada apenas quando há um pedido do cliente, o que evita o acúmulo de estoque e reduz o desperdício.

O kanban é uma técnica de controle de estoque que permite que a produção seja ajustada de acordo com a demanda do cliente. 

Essa metodologia indica quando é necessário produzir mais produtos. Quando um produto é retirado do estoque, o kanban é movido para um local específico, indicando que mais produtos precisam ser produzidos.

Quais As Vantagens Da Produção Puxada?

A produção puxada tem várias vantagens em relação aos modelos de produção tradicionais. Algumas das principais vantagens incluem:

Redução De Estoque

Ao produzir apenas o que é necessário, a produção puxada ajuda a reduzir o estoque desnecessário. Isso pode levar a uma redução significativa nos custos de armazenagem e nos custos associados ao transporte de produtos.

Melhoria Da Qualidade

Esse método também pode levar a uma melhoria significativa na qualidade dos produtos. Isso ocorre porque a produção é feita com base na demanda real do mercado, o que significa que as empresas estão produzindo exatamente o que os clientes desejam. 

Além disso, esse tipo de produção em pequenos lotes permite que as empresas realizem testes de qualidade mais frequentes e identifiquem problemas com mais rapidez.

Redução Do Tempo De Espera

A produção puxada pode ajudar a reduzir o tempo de espera do cliente. Isso ocorre porque os produtos são fabricados somente quando há uma demanda real, o que significa que os clientes podem receber seus produtos com mais rapidez. 

Além disso, a produção puxada permite que as empresas sejam mais ágeis e se adaptem rapidamente às mudanças na demanda do mercado, o que pode ajudar a reduzir o tempo de espera ainda mais.

Maior Eficiência

Essa metodologia também pode levar a uma maior eficiência na produção. Isso ocorre porque as empresas estão produzindo apenas o que é necessário, o que significa que não há desperdício de materiais ou recursos. 

Além disso, a produção em pequenos lotes permite que as empresas mudem rapidamente de um produto para outro, o que pode aumentar a eficiência do processo de produção.

Quais As Desvantagens Da Produção Puxada?

Embora a produção puxada tenha muitas vantagens, como redução de estoques e aumento da eficiência, ela também apresenta algumas desvantagens.

Vulnerabilidade À Flutuação Da Demanda

Uma das principais desvantagens da produção puxada é sua vulnerabilidade à flutuação da demanda. Quando a demanda é alta, a produção é aumentada para atender às necessidades dos clientes. 

No entanto, se a demanda diminuir repentinamente, a produção também precisará ser reduzida para evitar estoques excessivos. 

Isso pode ser um desafio para as empresas que dependem da produção puxada, pois elas precisam de flexibilidade para ajustar a produção de acordo com as flutuações na demanda.

Risco De Interrupção Da Cadeia De Suprimentos

A produção puxada é altamente dependente de uma cadeia de suprimentos eficiente. Se um dos fornecedores de matéria-prima falhar em cumprir seus compromissos, isso pode interromper toda a produção. 

Isso é especialmente problemático para empresas que dependem de fornecedores internacionais, pois eles podem enfrentar problemas com transporte, alfândega e outros obstáculos que podem atrasar a entrega dos insumos necessários para a produção.

Dificuldade Na Previsão De Demanda

Esse método depende de uma previsão precisa da demanda do cliente. Se a previsão não for precisa, pode haver excesso de produção ou falta de produtos, o que pode afetar negativamente a empresa. 

A previsão de demanda é particularmente difícil em mercados instáveis ou com flutuações sazonais.

Dependência De Tecnologia

A produção puxada requer tecnologia avançada para monitorar e gerenciar o fluxo de produção.

Isso pode ser um desafio para empresas que não têm recursos para investir em tecnologia avançada ou para aquelas que operam em áreas remotas ou com infraestrutura precária.

Desafios Da Produção Puxada

A produção puxada, mesmo sendo uma abordagem eficaz para minimizar estoques e responder à demanda real, também apresenta desafios. Um deles é a necessidade de uma comunicação precisa e eficiente em toda a cadeia de suprimentos. 

Por depender das informações sobre a demanda real, a produção puxada requer uma gestão eficaz entre os diferentes elos da cadeia para garantir que as informações sobre a demanda sejam transmitidas com rapidez e precisão, evitando a falta ou excesso de produtos.

A variabilidade da demanda também é outro desafio da produção puxada. Em setores onde a demanda tem alta volatilidade, essa metodologia pode enfrentar dificuldades para ajustar-se rapidamente a variações imprevistas, o que pode resultar em atrasos ou falta de produtos. 

Por isso, implementar sistemas eficazes para lidar com mudanças repentinas na demanda é importante para enfrentar esses e outros desafios deste método e, assim, aproveitar ao máximo os benefícios da produção puxada.

Produção Puxada X Produção Empurrada: Qual A Melhor Opção Para O Seu Negócio?

A escolha entre produção puxada ou empurrada depende de vários fatores, incluindo o tipo de produto que você produz, o tamanho da empresa e as exigências do mercado. Se a demanda é volátil e a empresa precisa responder rapidamente às mudanças, a produção puxada pode ser a melhor opção. 

Por outro lado, se a empresa precisa planejar a produção com antecedência e a demanda do mercado é mais previsível, a produção empurrada pode ser mais adequada.

Outro fator a ser considerado é o tamanho da empresa. Os negócios menores geralmente preferem a produção puxada, uma vez que têm menos recursos para gerenciar grandes estoques. 

Já as empresas maiores, por outro lado, podem se beneficiar da produção empurrada, uma vez que têm mais recursos para gerenciar grandes estoques e podem aproveitar as economias de escala.

Ambas as metodologias apresentam vantagens e desvantagens, e é importante avaliar cuidadosamente qual delas é a mais adequada para a sua indústria. 

É importante lembrar que, independentemente da metodologia escolhida, é fundamental manter um equilíbrio entre a demanda do mercado e a produção da empresa para evitar desperdícios e maximizar a eficiência.

Uma abordagem que tem se mostrado eficaz é a combinação de ambas as metodologias. Essa abordagem é conhecida como produção enxuta, que é um sistema de produção que visa a eliminar desperdícios e aumentar a eficiência.

Perguntas Frequentes

Quais Os 5 Princípios Do Lean Thinking?

Os 5 princípios do Lean Thinking são: 

  • identificar valor;
  • mapear o fluxo de valor;
  • criar fluxo contínuo;
  • estabelecer “pull” (puxar);
  • buscar a excelência.

O Que É Mapeamento Do Fluxo De Valor (MFV)?

O Mapeamento do Fluxo de Valor é um método lean que visualiza e avalia quais são as atividades necessárias para entregar um produto ou serviço, identificando oportunidades de melhoria para a redução de desperdícios e para o aumento da eficiência.

O Que É Um A3 – Método Para Solução De Problemas?

O A3 é uma metodologia estruturada de resolução de problemas que usa uma folha de papel no formato A3 para documentar e comunicar os detalhes do problema, com avaliações, ações realizadas e resultados esperados.

O Que É Kaizen?

Kaizen é um conceito japonês que está associado à melhoria contínua, que busca um processo incremental de aprimoramento em todas as áreas, visando eficiência, qualidade e satisfação do cliente.

O Que É Kanban?

Kanban é um sistema visual de gestão que usa cartões ou sinais visuais para fazer o controle e otimização do fluxo de trabalho, sendo aplicado para melhorar a eficiência em vários contextos.

O Que É 5S?

5S é uma metodologia japonesa que representa cinco palavras japonesas (seiri, seiton, seiso, seiketsu, shitsuke), traduzidas como: classificação, organização, limpeza, padronização e disciplina. 

Esse método visa criar ambientes de trabalho mais eficientes, seguros e organizados.

Sistema ERP Para Gestão Da Produção Puxada Ou Empurrada

O sistema ERP (Enterprise Resource Planning) é uma ferramenta essencial para a gestão eficiente da produção em indústrias. 

Com a utilização do ERP, é possível ter um maior controle sobre os processos produtivos, incluindo a gestão da produção puxada e empurrada.

O software possibilita uma visão integrada de todas as áreas da empresa, o que facilita o planejamento e a execução de todas as atividades, desde o planejamento da produção até a gestão de estoques e a distribuição dos produtos acabados. 

Com a utilização do ERP, é possível otimizar os processos, minimizar os custos e aumentar a eficiência da produção.

Na produção puxada, a solução é fundamental para a gestão da demanda e para garantir que a produção ocorra somente quando houver pedidos dos clientes. 

Com ela, é possível ter uma visão clara da demanda e do estoque, permitindo um melhor planejamento da produção e evitando o desperdício de recursos.

Na produção empurrada, o ERP é responsável por gerenciar todo o processo produtivo, desde a entrada dos materiais até a saída dos produtos acabados. 

Com a utilização do sistema, é possível ter um controle preciso sobre a gestão de estoques e a programação da produção, evitando o acúmulo excessivo de produtos em estoque e reduzindo os custos de armazenagem.

Além disso, a ferramenta possibilita a criação de um histórico completo da produção, permitindo uma análise detalhada de todos os processos e identificação de possíveis pontos de melhoria. 

Isso é fundamental para aprimorar a eficiência da produção e garantir a satisfação dos clientes.

Conclusão

Agora que você sabe quais as diferenças entre produção empurrada e produção puxada, chegou a hora de investir nos melhores sistemas para tornar o seu processo ainda mais eficiente. 

Conheça o sistema PCP da ADV Tecnologia, o software mais completo do mercado, que permite o controle de todas as etapas do processo de produção ao utilizar uma tecnologia moderna, prática e muito simples de utilizar.


    Acesse agora a Demonstração Grátis

    Descubra como transformar a gestão da sua empresa

    Sistema de gestão completo, fácil de instalar e simples de usar, faça uma demonstração gratuita

    Área de Atuação




    Demonstração Grátis