Inovação: por que ela é essencial em tempos de crise?

/, Noticias/Inovação: por que ela é essencial em tempos de crise?

Sabia que crise econômica também é momento para que as empresas repensem estratégias, revejam planos de negócios e melhorem a eficiência de seus produtos e serviços? Empreendedores bem-sucedidos veem esses desafios como oportunidades de crescimento. Mas como colocar isso em prática? Nesses tempos de incertezas, a inovação pode ser um fator decisivo para a empresa não só sobreviver como efetivamente se destacar da concorrência. Confira como e por que sua empresa deve inovar:

Pensar em novos produtos e soluções

Momentos de crise oferecem também oportunidades únicas para que sua empresa se concentre no que realmente faz de melhor ou encontre soluções mais adequadas às necessidades de seus clientes. Imagine um restaurante que tem que reduzir custos. Por que não enxugar ao máximo o cardápio e oferecer poucos pratos, mas de extrema qualidade? Assim se consegue, no mínimo, lidar com menos desperdício e contar com menos fornecedores.

E a mesma lógica pode ser aplicada a qualquer empresa. Para isso, basta identificar o mote das vendas de seu empreendimento e aprimorar ao máximo esse produto ou serviço. Então faça pesquisas de mercado, consulte as preferências do seu público-alvo e concentre seus esforços em oferecer poucos produtos e serviços, mas de ótima qualidade. Assim, no fim, todos saem ganhando.

Reformular processos

Uma das formas mais simples e práticas de inovar é por meio da reorganização de processos internos. Muitos gerentes o fazem primeiramente mapeando as etapas de um processo produtivo ou de prestação de serviço. Assim conseguem identificar áreas problemáticas, pontos ineficientes de convergência de atividades, redundâncias e outros setores ineficientes no âmbito da empresa. Em uma segunda fase, é preciso pensar em soluções para esses gargalos produtivos.

Muitas vezes, essas soluções ocorrem a partir da eliminação de determinadas atividades ou mesmo de setores inteiros, da digitalização de processos, da automatização da equipe de vendas, da acumulação de funções entre funcionários para aumentar a produtividade, entre outras possíveis providências. O mais importante é que, ao final desse processo, a empresa simplifique procedimentos e ganhe mais eficiência nas atividades rotineiras.

Continuar investindo em tecnologia

Não há como falar em inovação sem pensar em tecnologia. A verdade é que, hoje em dia, uma empresa deve investir constantemente em inovação no setor para se manter competitiva. Seja para se colocar à frente dos concorrentes ou para acompanhar as tendências de consumo de seus consumidores, cada vez mais ferramentas tecnológicas estão sendo empregadas no mundo dos negócios.

Lembre-se, por exemplo, do mercado de telefonia móvel. Se uma empresa que fabrica aparelhos de celular não desenvolve novos aplicativos, formatos inovadores de design e baterias com maior vida útil, rapidamente será ultrapassada pela concorrência. E essa lógica se aplica a qualquer setor econômico. Por isso, investimentos em pesquisa e desenvolvimento definitivamente não devem ser cortados em tempos de crise. Já pensou que, muitas vezes, é justamente daí que saem as melhores ideias e os produtos mais inovadores para alavancar os negócios?

Inovar no marketing

Atualmente, são várias as opções de estratégias de marketing para uma empresa. Nesse cenário, um setor que tem se expandido e apresentando ótimos resultados é o marketing de conteúdo, que explora blogs institucionais, newsletters e outras ferramentas de divulgação. Além de ser mais barata que outras estratégias tradicionais de marketing, esse tipo de ação tem a vantagem de engajar com mais eficiência seus consumidores.

Se um dos problemas de sua empresa durante a crise é justamente a falta de fidelização de clientes, está na hora de rever suas estratégias de marketing para melhorar a qualidade dessa relação. O objetivo é tornar os gastos com marketing cada vez mais eficientes, o que se vê com mais vendas, fidelização e expansão comercial.

Atacar nichos pouco explorados

Outra vantagem proporcionada pela internet e pela maior presença on-line das empresas e dos consumidores se dá pela possibilidade de segmentar mais o público. Assim, a partir de pesquisas sobre o perfil dos clientes e seu comportamento de consumo, pode-se verificar o surgimento ou o crescimento de mercados ainda pouco explorados.

Uma empresa de tecnologia que vem focando suas atividades em consumidores entre 30 e 50 anos, por exemplo, pode descobrir que o mercado de adolescentes e jovens é tão rentável quanto esse mais maduro. E ainda que esses consumidores não tenham muito poder de compra, são fortes influências para os pais sobre decisões de consumo no setor. O segredo está, então, em procurar aumentar a perspectiva da empresa, analisando o potencial de outros públicos e mercados.

Incentivar a inovação

Outra forma de enfrentar bem a crise é incentivando a inovação entre os funcionários. Se você parar por um momento para refletir sobre o dia a dia da empresa, provavelmente chegará à conclusão de que os colaboradores têm um enorme potencial de contribuir para seu bom funcionamento. Afinal, eles veem de perto os problemas no atendimento, os gargalos na produção e os entraves administrativos, dentre outros diversos desafios que a empresa enfrenta.

Por que, então, não incentivar que seus funcionários busquem soluções para tais problemas? Isso é mais simples do que você imagina: basta implementar programas de incentivo e motivação das equipes, com contrapartidas salariais e de progressão de carreira. Há empresas que inclusive oferecem participação nos lucros como forma de engajar seus funcionários no sucesso do empreendimento. Confira aqui outras dicas sobre como manter sua equipe motivada!

Tratar adequadamente dados estratégicos

Também é possível inovar e ganhar maior eficiência para enfrentar a crise por meio do tratamento de dados em sua empresa. De fato, a tomada de decisões empresariais é muito mais efetiva e estratégica quando leva em consideração os mais diversos aspectos de um mesmo empreendimento, seja contábil, financeiro, jurídico ou comercial, por exemplo.

Para ilustrar, basta pensar em uma empresa que venda eletroeletrônicos. Ao decidir expandir seus negócios, é imprescindível considerar aspectos como a tendência de aumento de vendas por meio do e-commerce, a disponibilidade de fundos para abrir novas filiais físicas, as vantagens de criar um site de vendas e expandir sua logística de entrega no país, as preferências do público-alvo, o know-how dos funcionários e assim por diante. Ao contabilizar todas essas características, é possível tomar decisões mais inteligentes e com maiores chances de sucesso para o futuro da empresa.

Mas e você, o que tem feito para inovar nesses tempos de crise? Sua empresa investe o suficiente em inovação? Comente e participe da conversa! E aproveite para assinar nossa newsletter e continuar recebendo conteúdos como este!

CTA - e-book gestão do tempo - p

Por | 2016-03-29T12:45:34+00:00 29/03/16|

Deixe seu comentário

Atenção: Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não representam, necessariamente, a opinião da ADV Tecnologia.

Ligue Agora: (11) 2261-4000 Fora do Estado de SP: 0800 818 2804