Cadastre-se e assista uma demonstração online

Demonstração Interativa

Acesse e conheça todos os detalhes do software Advanced Business ERP

Advanced Business E.R.P

Gestão de Estoque eficiente: como é possível?

Gestão de Estoque eficiente: como é possível?

Muitos gestores e empreendedores têm se dado conta da importância de uma gestão de estoque eficiente e percebido quais benefícios ela pode proporcionar para a empresa e seus clientes. A grande questão é: como isso pode ser feito?

Para melhorar ainda mais a gestão, deve-se observar alguns pontos essenciais, que fazem toda diferença na rotina do estoque. Quer saber quais aspectos são esses? Confira agora mesmo no nosso artigo de hoje:

Controle dos níveis de estoque

Uma gestão de estoque eficiente depende muito da disponibilidade dos itens para venda. Quando uma mercadoria é adquirida com o fornecedor, existe, em alguns casos, o prazo de produção e também os prazos de entrega em sua empresa. Ao calcular o nível mínimo de estoque, é preciso levar em consideração o tempo que a mercadoria levará para estar disponível em estoque a partir do momento em que o comprador aciona o fornecedor. Dessa forma, é possível programar as aquisições antes que os níveis estejam baixos demais, aumentando o risco de faltas na hora da venda.

O mesmo serve para o caso dos excessos. Comprar mercadoria em excesso significa gastar o capital de giro da empresa sem necessidade. É importante também avaliar o prazo de validade ou obsolescência do seu estoque. Se os níveis estão altos e as mercadorias estão próximas de se perderem, talvez seja ideal cessar as compras desses itens por um tempo até que a situação se normalize.

Formalização dos processos

Apesar de a preocupação estar voltada para a armazenagem correta das mercadorias, é preciso ter em mente que uma gestão de estoque eficiente também envolve os processos de recebimento, movimentação e expedição.

Sendo assim, é necessário criar processos formais — assim como ações em caso de não conformidades — e garantir que cada etapa seja cumprida de acordo com o que está previsto. Esse tipo de formalização ajuda a garantir que itens não serão vendidos antes mesmo de terem a entrada registrada no sistema e no estoque físico, por exemplo, o que pode levar a furos no inventário.

Processo constante de conferência

Essa questão é sempre mencionada quando se trata de gestão de estoque eficiente, mas é bom ressaltar: inventários são importantes e devem ser realizados periodicamente. Alguns gestores acreditam que um grande inventário do estoque uma vez por ano pode ser o suficiente para ajustar o estoque no sistema, o que é um grande erro.

Ainda que o inventário possa prejudicar a produtividade e ser bem complexo de se realizar, ele deve ser feito em períodos menores de tempo. Infelizmente, dificilmente será possível chegar a 100% de acuracidade em um inventário, já que pode haver falhas no processo, furtos internos, consumo de funcionários, entre outros imprevistos. Porém, quanto menor for o tempo de descoberta das causas, mais fácil será atuar em cima dos problemas.

Conseguir realizar uma gestão de estoque eficiente muitas vezes pode levar tempo e ser muito complexo ou até oneroso em alguns casos. Porém, os benefícios depois das melhorias são incontáveis e refletem até mesmo na saúde financeira da empresa. Ou seja, apesar de ser uma área operacionalizada, o gerenciamento reflete até mesmo em outros departamentos.

Como é feita a gestão de estoque em sua empresa? Quais são os principais problemas que você enfrenta que comprometem a eficiência? Compartilhe nos comentários quais são suas experiências nessa área e participe da conversa!

Compartilhe