Cadastre-se e assista uma demonstração online

Demonstração Interativa

Acesse e conheça todos os detalhes do software Advanced Business ERP

Advanced Business E.R.P

Cuidados importantes que sua empresa deve ter após Black Friday

Cuidados importantes que sua empresa deve ter após Black Friday

A cada ano a Black Friday se consagra mais no Brasil. A data de super desconto não é só aguardada pelos consumidores, que buscam preços mais baratos, mas também pelas empresas que participam do evento com o objetivo de alavancar as vendas.

Para ter sucesso, no entanto, não basta dar desconto no produto oferecido e divulgá-lo para sua lista de e-mail. É fundamental se organizar, principalmente após o evento, a fim de oferecer uma boa experiência de compra e conquistar novos clientes e fidelizar a base. Compilamos a seguir os 10 cuidados mais importantes que sua empresa deve ter após Black Friday.

1 РAja com transpar̻ncia

Ser honesto é obrigação, mas não é todo mundo que mostra que age com integridade com seus clientes. Segundo dados do PROCON e da Proteste, o grande medo do consumidor é o de estar sendo enganado pela empresa. A dica é não simular grandes descontos ou oferecer algo que não poderá cumprir. “É preciso lembrar que a Black Friday não é apenas um dia. Ela pode gerar boas oportunidades a longo prazo, para isso é fundamental transparência e honestidade desde o momento da compra até o pós-venda”, diz José Claudio, especialista em software de gestão e diretor executivo da ADV Tecnologia.

2 РFa̤a um bom controle de estoque

A gestão do estoque é o principal fator para o sucesso da campanha. É preciso ter o controle da quantidade dos produtos a serem comercializados para evitar o risco de não atender a demanda. “Não entregar um produto no prazo definido pode configurar publicidade ilegal, o que acarretará em consumidores insatisfeitos e órgãos de proteção atentos”.

Dependendo do volume de vendas, conseguir realizar uma gestão manual muitas vezes pode levar tempo e ser muito complexo ou até oneroso em alguns casos. “Um software de gestão pode otimizar todo o sistema logístico de vendas. Empresas que possuem um eficiente controle de inventário e estoque conseguem entregar o seu serviço com excelência”, afirma Claudio.

3 – Cumpra o prazo de entrega

Um ponto importante para a Black Friday é a logística de entrega dos pedidos. A empresa também precisa conhecer seu estoque e seu tempo de preparação para estimar o prazo de entrega correto ao cliente. “Essa informação deve ser clara e precisa para não gerar a expectativa de “pronta entrega” por parte do consumidor. Após o evento, é fundamental reforçar a estrutura da área de distribuição para atender a entrega e o despacho de produtos comprados na data”. 

4 – Tenha cuidado redobrado ao emitir e guardar notas fiscais

A emissão e o armazenamento de notas fiscais e documentos contábeis também é um cuidado fundamental. Como o volume das obrigações fiscais deve ser maior, a empresa deve estar preparada para não ocorrer faltas e atrasos e consequente gerar retrabalhos e até multas. “Novamente, um sistema de gestão pode contribuir ao realizar as operações fiscais de forma automática e padronizada, evitando erros, atrasos na entrega dos documentos eletrônicos e reduzindo a burocracia”.

5 – Otimize os canais de relacionamento com o consumidor

Muitos empresários acreditam que oferecer o preço mais barato do mercado é o grande atrativo para vender mais nessa data, porém o principal diferencial é o atendimento personalizado. “Mantenha um canal de comunicação eficiente. Destaque os endereços de e-mail e telefone para auxiliar os compradores, além de manter uma equipe para esclarecer dúvidas nas redes sociais. Quando você atende um consumidor de forma única e ágil ele se sente valorizado e sente mais confiança para comprar o que você está oferecendo.”, diz ele.

6 – O direito de arrependimento

O Código de Defesa do Consumidor permite que todas as compras, feitas pela internet, catálogos, telefone ou em domicílio, podem ser canceladas no prazo de 7 dias corridos, contados a partir do recebimento do produto. “As empresas, principalmente as atuantes no comércio eletrônico, devem respeitar esse direito independentemente da política de trocas e devoluções do estabelecimento comercial ou da existência de eventual defeito.”, finaliza o especialista.  

Compartilhe