Cadastre-se e assista uma demonstração online

Demonstração Interativa

Acesse e conheça todos os detalhes do software Advanced Business ERP

Advanced Business E.R.P

Entenda a importância do feedback para as empresas

importância do feedback

Entenda a importância do feedback para as empresas

Herança da língua inglesa, o termo feedback é muito empregado no meio corporativo para nomear ações não só de orientação e direcionamento, mas também de reconhecimento do trabalho e do desempenho de colaboradores, líderes e gestores. Seja positivo ou negativo, o feedback é sempre construtivo, tornando-se assim uma ferramenta valiosa para deixar claro aos colaboradores o que está correndo bem e o que precisa ser melhorado ou até mesmo completamente modificado. Dessa forma, todos ficam cientes do que é esperado de cada um em relação aos valores e objetivos da empresa.

Quer entender melhor a importância do feedback e como ele pode ajudar seus colaboradores e, consequentemente, sua empresa? Então confira nosso post de hoje e fique por dentro do assunto!

Qual a real importância do feedback?

Muitas empresas brasileiras têm substituído as abrangentes reuniões anuais de desempenho por feedbacks individuais, pelo estabelecimento de metas de curto prazo e por uma relação mais estreita dos gestores com suas equipes. Por quê? Porque essa estratégia já comprovou ser bem mais eficaz no que se refere ao aumento da confiança e produtividade dos colaboradores, consequentemente alavancando o engajamento das equipes com foco no alcance dos resultados esperados.

Em um estudo global realizado pela Top Employers, todas as 26 companhias brasileiras participantes da pesquisa (que, juntas, empregam mais de 300 mil colaboradores) alegaram treinar seus gerentes para darem feedbacks frequentes e abertos a seus colaboradores diretos. Essas respostas frequentes, imparciais e respeitosas, mesmo quando negativas, fazem com que o funcionário enxergue claramente os pontos de sua conduta profissional que devem ser melhorados, assim como o que deve ser mantido. Quando feito de maneira correta, o feedback aumenta a eficiência e a produtividade dos colaboradores, mantendo-os mais motivados e focados no alcance das metas propostas.

Obviamente, tudo isso acaba se revertendo em bons resultados para a empresa. Afinal de contas, com colaboradores estimulados, sentindo-se reconhecidos e cientes de que seus líderes estão atentos a seus comportamentos e suas atividades, há uma visível queda na rotatividade de contratações e, portanto, uma maior retenção de talentos.

E como dar um bom feedback?

Como já explicamos anteriormente, o feedback é uma ferramenta extremamente poderosa para o mundo corporativo. Mas para que esse recurso renda bons frutos, é necessário que o líder ou gestor saiba aplicá-lo da maneira correta, para que o tiro não acabe saindo pela culatra ao resultar em cenários completamente opostos ao esperado.

Nesse contexto, quando os feedbacks são positivos, os resultados costumam ser mais previsíveis. Afinal, quem não gosta de ver seu trabalho reconhecido e elogiado? A grande pedra no sapato surge na hora de proferir um feedback negativo. Isso porque, na prática, são muitas as pessoas que não lidam bem com críticas, mesmo que sejam construtivas. Nesse caso, podem levar o que foi dito sobre seu comportamento e sua conduta profissional para o lado pessoal, gerando assim desconforto e tensão.

Por isso é que saber como dar feedbacks da maneira mais profissional possível é uma característica imprescindível dos líderes de alta performance. Pensando nisso, abaixo listamos algumas dicas preciosas para oferecer um feedback eficaz e sem constrangimentos, que visa exclusivamente promover o desenvolvimento do colaborador e da equipe, melhorando processos e resultados. Veja só:

Imparcialidade

Ao proferir um feedback (principalmente se for negativo), esforce-se para ser totalmente imparcial. Para isso, descreva apenas o comportamento ou o acontecimento que merece ser mencionado, sem fazer julgamentos.

Objetividade

Evite dar muitas voltas ao redor do assunto principal. O ideal é ir direto ao ponto, sem rodeios. Afinal, nessas horas é importante não ser generalista, focando apenas no que realmente merece atenção.

Empatia

Exerça sua capacidade de empatia, colocando-se no lugar do colaborador. Entenda que o feedback é direcionado a ele, como uma forma de reflexão de suas atitudes profissionais. Não tem nada a ver com você e suas decepções ou seus julgamentos. Lembre-se de que esse momento não é feito para que você extravase sua raiva sobre o que considera estar errado.

Rapidez

Seja ele positivo ou negativo, tente dar o feedback rapidamente, de preferência logo quando a situação digna de ressalva ou destaque acontece. Esse tipo de reação ágil diminui bastante a chance de pontos cruciais serem esquecidos posteriormente.

Local

Escolha um lugar apropriado para dar o feedback a seus colaboradores. Dê preferência a locais mais neutros, que diminuam possíveis tensões existentes.

Escuta

Após proferir seu feedback, escute com atenção o que o colaborador tem a dizer. Aguarde seu momento de falar e reflita antes de dizer qualquer coisa em troca. É importantíssimo que você saiba ouvir e que realmente leve em consideração o que foi dito.

Solução

Mais importante do que fazer um feedback negativo de algum funcionário é propor soluções para seu problema ou seu comportamento profissional. Vocês podem, inclusive, chegar a um consenso sobre o que pode ser melhorado ou modificado. Essa atitude mostrará ao colaborador que o feedback não é uma bronca do chefe, mas sim uma possibilidade de aprimoramento.

Cultura

Procure fazer com que o feedback se torne parte da cultura da empresa, transformando-o em retorno solicitado e não imposto. Comece aos poucos para colher os frutos a médio prazo.

Os gestores também precisam de feedback?

Para finalizar esse post com chave de ouro, precisamos ressaltar que o processo de feedback em uma empresa tem que ser entendido por todos que trabalham nela como uma via de mão dupla. Afinal de contas, os gestores também são seres humanos. Assim, como todos, são passíveis de falhas. Por isso, saber ouvir feedbacks dos colaboradores (e, mais importante, ser receptivo ao que for dito) é dever de um bom líder.

Para isso, deixe claro a seus funcionários que você está aberto a ouvir o que eles têm a dizer, sempre com o objetivo de melhorar a relação entre vocês, aumentar o engajamento da equipe e alcançar resultados promissores para a companhia. Acredite: você só tem a ganhar com essa atitude!

Estabelecer a cultura do feedback em sua empresa demonstra aos colaboradores que os líderes e gestores estão atentos ao que ocorre por lá, realmente se importando com o desenvolvimento profissional de quem faz parte do time. E a importância do feedback tem que ficar clara para todos, a fim de gerar uma forte relação de confiança e apoio, que acaba sendo extremamente proveitosa para a empresa e para o alcance das metas propostas.

Agora nos conte aqui se sua empresa já adotou o feedback como ferramenta! Compartilhe suas experiências conosco! E aproveite para assinar nossa newsletter e receber as próximas publicações em primeira mão, diretamente no seu e-mail! CTA - e-book gestão do tempo - p

Compartilhe