Conheça o melhor Sistema ERP para Indústrias e Distribuidoras


Um dos métodos de estoque mais usados por empresas de diferentes setores são o UEPS, PEPS e MPM, indicados para diferentes tipos de empresas e necessidades operacionais. 

Conhecer essas metodologias é essencial para os gestores que desejam garantir eficiência na gestão de recursos, já que cada técnica tem implicações diretas nos custos de produção, na avaliação do inventário de estoque e na determinação do lucro. 

Quer saber qual o método de estoque mais indicado para o seu negócio? Continue lendo o nosso artigo e conheça todos os detalhes sobre os métodos UEPS, PEPS e MPM.

O Que É UEPS?

ueps

O método UEPS é a sigla para “Último a Entrar, Primeiro a Sair”, uma abordagem de controle de estoque que pressupõe que os produtos mais recentemente inseridos ao estoque são os primeiros a serem retirados e vendidos.

Essa metodologia utiliza a precificação de produtos para a organização do estoque, sendo realizada com base no valor dos últimos itens adquiridos. Neste caso, a prioridade de venda é sempre daqueles que deram entrada no armazém mais recentemente. 

O Que É PEPS?

Já o PEPS quer dizer “Primeiro a Entrar, Primeiro a Sair”, uma metodologia de controle de estoque que presume que os produtos mais antigos armazenados são os primeiros a serem vendidos ou usados na produção. Normalmente, essa metodologia é usada em companhias que comercializam produtos perecíveis.

O Que É MPM?

Já o MPM é a sigla para “Média Ponderada Móvel”, um dos métodos de estoque considerados mais simples de usar, sendo conhecido também como custo médio ou média ponderada móvel. O MPM é calculado somando os diversos preços de aquisição do produto estocado e dividido pelo total adquirido.

Ele leva em consideração tanto os custos mais antigos quanto os mais recentes, atribuindo pesos proporcionais ao custo de cada lote, oferecendo uma visão detalhada dos custos unitários dos produtos.

Como Funciona Método UEPS?

O UEPS inicia-se com o registro de todas as compras no sistema, incluindo quantidade e custo unitário. À medida que os produtos são vendidos, as saídas são lançadas no sistema, que calcula o CPV (Custo dos Produtos Vendidos) com base nas unidades mais recentes. 

No cálculo do CPV, utiliza-se o custo da última aquisição, que representa o custo de manutenção do estoque. Após a venda, o estoque remanescente é avaliado com base nos custos dos produtos mais antigos. 

Quando Utilizar O Método UEPS?

O método UEPS é aplicado quando a estocagem de produtos não é vantajosa, como no caso de uma indústria alimentícia, onde manter produtos em estoque pode acarretar na perda de lotes inteiros de verduras e hortaliças, por conta da sua natureza perecível.

Além disso, em situações em que a rapidez na rotatividade do estoque é importante, o UEPS tende a oferecer uma análise mais cautelosa dos custos, dando preferência à comercialização dos produtos mais recentes e ajustando-se às características do mercado e da cadeia de suprimentos da empresa.

Quais As Vantagens E Desvantagens Do UEPS?

O método UEPS é utilizado para a gestão de estoque de diferentes tipos de empresas, mas antes de adotá-lo no seu negócio, é importante conhecer as vantagens e desvantagens desta metodologia. Listamos as principais logo abaixo, confira:

Vantagens do UEPS

O UEPS possibilita uma análise mais conservadora dos custos, já que as mercadorias mais recentes, muitas vezes adquiridas a preços mais altos, são considerados primeiro no cálculo do Custo dos Produtos Vendidos (CPV).

Além disso, em período de inflação, essa metodologia ajuda a minimizar o impacto dos custos mais altos, contribuindo para uma gestão financeira mais cuidadosa. Sem contar que o método UEPS tem uma operação mais simples, facilitando sua implementação em processos de controle de estoque.

Desvantagens do UEPS

Uma das desvantagens do UEPS é a obsolescência de produtos, pois, essa técnica prioriza itens mais recentes, podendo levar à permanência de mercadorias mais antigas por períodos prolongados, aumentando o risco do vencimento do prazo de validade. 

 O UEPS também pode impactar negativamente a margem de lucro, principalmente, em situações em que os preços de aquisição estão em alta. Em alguns setores, como o varejo, o UEPS pode não se adequar à dinâmica do negócio, onde a rápida rotação de produtos é crucial.

Quais Os Benefícios Do Conceito De PEPS E MPM?

ueps

O PEPS e o MPM garantem uma série de benefícios na gestão de estoques para empresas. Ao priorizar a venda dos produtos mais antigos, PEPS possibilita uma melhor adaptação a momentos de inflação, proporcionando uma avaliação mais realista dos custos dos produtos vendidos, preservando a margem de lucro.

Ao calcular o custo médio ponderado dos produtos em estoque, o MPM pode ser vantajoso em ambientes onde os custos de aquisição variam ao longo do tempo, oferecendo uma visão equilibrada dos custos unitários. 

Essa metodologia se adapta com facilidade em setores que lidam com produtos cujos preços são voláteis, proporcionando uma gestão mais previsível dos custos. 

Por Que Ter Uma Boa Gestão De Estoque É Importante?

Garantir uma boa gestão de estoque é essencial para a sustentabilidade de uma empresa, primeiramente, porque ela assegura a disponibilidade ideal de produtos para atender à demanda dos clientes, evitando a falta de mercadorias, que podem gerar perda de vendas.

Somado a isso, a gestão eficiente do estoque também ajuda a reduzir custos operacionais, evitando o excesso de estoque e os gastos com armazenamento. 

Sem contar que ela também previne o risco de obsolescência, facilita a identificação de tendências de consumo e permite que a empresa ajuste suas estratégias de produção e marketing de maneira mais alinhada com as expectativas do mercado. 

Entre PEPS E UEPS, Qual O Melhor A Ser Implementado?

A escolha entre PEPS e UEPS deve levar em consideração as características específicas do negócio, do setor e das metas do negócio. Isso porque, o PEPS é mais indicado para situações em que a preservação da margem de lucro é essencial, já que ele prioriza a venda dos produtos mais antigos, onde os custos, muitas vezes, são inferiores. 

Essa abordagem pode ser implementada em momentos de inflação, por exemplo. Já o  UEPS é uma abordagem que prioriza a venda dos produtos mais recentes, oferecendo uma avaliação mais conservadora dos custos.

Lembre-se que o UEPS pode aumentar o risco de obsolescência, já que os itens mais antigos podem demorar mais para serem vendidos, o que não é indicado para empresas que comercializam mercadorias perecíveis. 

A escolha entre PEPS e UEPS deve levar em consideração aspectos, como natureza dos produtos, dinâmica de mercado, volatilidade de preços e objetivos estratégicos.

Como Implementar O UEPS Na Sua Empresa?

Implementar o método UEPS exige uma abordagem cuidadosa e sistemática. Por isso, é importante adotar um sistema de controle de estoque eficiente, que faça o registro das entradas e saídas de produtos de maneira precisa.

Por exemplo: é preciso registrar dados detalhados das compras, quantidades adquiridas e custos unitários. Além disso, ao efetuar vendas, é preciso registrar as saídas de produtos no sistema, calculando o Custo dos Produtos Vendidos (CPV) com base nas unidades mais recentes adquiridas. 

Somado a isso, é preciso treinar as equipes envolvidas na gestão de estoque para que todos compreendam os procedimentos do UEPSFaça análise regulares dos resultados para adaptar a metodologia às mudanças nas condições de mercado.

Conclusão

Agora que você já sabe as diferenças entre UEPS, PEPS e MPM, lembre-se de levar em consideração as nossas dicas para escolher o método certo.

Na hora de investir em um software de gestão de estoque, conheça a ADV Tecnologia, que possui soluções para otimizar os processos das indústrias, distribuidoras, varejistas e prestadores de serviços.


    Acesse agora a Demonstração Grátis

    Descubra como transformar a gestão da sua empresa

    Sistema de gestão completo, fácil de instalar e simples de usar, faça uma demonstração gratuita

    Área de Atuação




    Demonstração Grátis