Redução de custos: 6 passos para sua empresa economizar

//Redução de custos: 6 passos para sua empresa economizar

Além de conquistar mais lucros, toda empresa precisa lidar com a redução de custos e aprender a controlar da maneira correta seu dinheiro, evitando assim comprometer o fluxo de caixa e o capital de giro. 

Reunimos neste texto 6 passos eficientes para ajudar você a reduzir custos em sua empresa. Confira as dicas:

 

1. Identificando os gargalos e as oportunidades

Antes de tudo é importante analisar que atitudes muito simples podem revelar oportunidades de redução de gastos. Uma delas é eliminar, por exemplo, o uso de copos descartáveis e oferecer copos permanentes para cada funcionário.

É possível também criar estratégias para economizar papel de impressão, aproveitando os dois lados da folha de sulfite, por exemplo. A tinta pode ser usada na opção de impressão econômica. Atitudes como essas otimizam o uso das impressoras e reduzem gastos.

Além disso, o controle de estoque evita compras em excesso ou com produtos de baixa rotatividade. Contratação e demissão frequentes de funcionários também implicam em custos (salários, remunerações adicionais, aviso prévio e encargos trabalhistas disputados na Justiça). Nesse caso, a terceirização e a tecnologia podem ajudar, eliminando a necessidade de contratar funcionários para determinadas tarefas.

 

2. Investindo no planejamento

Outra recomendação para reduzir gastos é investir no planejamento financeiro, principalmente no que se refere aos tributos. O planejamento tributário visa à escolha do melhor regime de tributação para sua empresa.

O planejamento tributário bem realizado permite que a empresa reduza a carga tributária (impostos, contribuições, taxas) através de procedimentos legais. Poderá, assim, desenvolver sua competitividade, fazendo investimentos melhores e oferecendo preços mais baixos com um atendimento personalizado e produtos qualificados.

 

3. Cuidados com o fluxo de caixa

O fluxo de caixa pode ser um aliado no gerenciamento dos lucros e gastos da empresa. Ele é o responsável por envolver as receitas, despesas, investimentos, capital de giro e os saldos em conta corrente. Manter esse fluxo devidamente controlado é fundamental para a saúde financeira da empresa. Não esqueça que o caixa tanto recebe quanto fornece dinheiro, sendo um dos pilares de sustentação de seu negócio.

O bom gestor deve identificar sinais negativos que acusem debilidade no fluxo de caixa, como: muitos produtos armazenados em estoque, mercadorias sem rotatividade nas prateleiras, promoções específicas para obter vendas, retiradas contínuas de dinheiro do caixa e custos operacionais elevados.

 

4. O trabalho de gestão

Falar sobre fluxo de caixa remete ao trabalho de gestão financeira, imprescindível para que seja possível reduzir custos. Gestão financeira pode ter vários conceitos, entre eles a definição como o conjunto de procedimentos que abrangem planejamento, avaliação e controle de todas as atividades financeiras de uma organização.

Entre as características de uma gestão eficiente também destacam-se a análise das finanças, bem como o planejamento de procedimentos indispensáveis para otimizar os resultados, avaliar e negociar a captação e aplicação de recursos financeiros, realizar tanto os recebimentos quanto os pagamentos, controlando o saldo de caixa, gerenciar a política de crédito e cobrança (avaliando a concessão e o recebimento de créditos) e controlar de forma detalhada todas as contas.

 

5. O papel dos Recursos Humanos na redução de custos

Outro ponto que pode ajudar na redução de gastos da sua empresa é o departamento de Recursos Humanos. O RH pode desenvolver estratégias para aumentar a produtividade da equipe e participar do processo decisório. Claro que, para isso, é preciso que tenha mais liberdade de ação dentro da empresa.

O departamento pode atuar na educação financeira dos funcionários, já que tem um papel importante na conscientização dos colaboradores quanto à necessidade que uma empresa tem de reduzir custos para crescer. Crescendo a empresa, seus colaboradores se desenvolvem junto e aumentam suas possibilidades de aumento de salário e de uma carreira promissora.

 

6. Investindo em soluções de ERP

Por fim, uma solução de gestão para sua empresa, como o ERP, pode auxiliar em todo esse processo. Esse sistema, que tem como principais características agilização nos processos, otimização no fluxo de informações, gestão em tempo real e maior segurança, dispensa o uso de planilhas do Excel.

O software também tem potencial para identificar com precisão os desperdícios, as despesas supérfluas, compras mal elaboradas, precificação inadequada, fornecimento precário e prejuízos com clientes. Tudo porque fornece uma visão, ao mesmo tempo, detalhada e geral de toda a organização. 

Isso quer dizer que todos os registros necessários a uma eficiente gestão financeira podem ser gerados através de um ERP (valor das mercadorias em estoque, saldo de caixa, volume das despesas, total das contas a receber e a pagar, demonstrativo de resultado mensal, balanço patrimonial e outros).

O sistema pode ainda ser personalizado para atender às necessidades da empresa. Outra vantagem dessa solução é que ela pode ser adquirida através de módulos, ou seja, se a empresa considera o custo alto para a implantação do sistema integral, poderá optar pelo módulo que mais precisa (o setor mais carente no momento) e implantá-lo. Com o tempo, poderá investir em outros módulos conforme suas necessidades e valor disponível para investir e melhorar seu negócio.

Quer saber mais sobre essa solução? Entre em contato conosco.

Por | 2018-03-12T17:33:42+00:00 12/03/18|

Deixe seu comentário

Atenção: Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não representam, necessariamente, a opinião da ADV Tecnologia.

Ligue Agora: (11) 2261-4000 Fora do Estado de SP: 0800 818 2804