Conheça o melhor Sistema ERP para Indústrias e Distribuidoras


Você conhece os métodos MPM, PEPS e UEPS? Compreender todas as estratégias de gestão de estoque é essencial para as empresas que buscam eficiência, redução de custos e desperdícios. 

Isso porque, cada método oferece abordagens distintas para o controle e movimentação de mercadorias, o que permite que uma empresa adote a estratégia mais adequada de acordo com as suas necessidades, mercado de atuação e características específicas. 

Ao compreender a diferença entre essas metodologias, o gestor consegue otimizar seus níveis de estoque, minimizar custos e maximizar a eficiência das suas operações. Continue lendo o nosso artigo e entenda o que é método UEPS, PEPS e MPM!

O Que É Estoque?

Estoque está relacionado ao conjunto de mercadorias, produtos ou recursos que uma companhia armazena para atender às suas necessidades, sejam elas de produção ou de comercialização, por um determinado período.

Esse armazenamento pode incluir os mais diversos itens, como insumos, matérias-primas, produtos em processo de fabricação, etc. 

O Que É Método MPM?

método mpm

O método MPM, sigla para Média Ponderada Móvel, é uma estratégia usada para calcular o custo médio dos produtos com base no valor ponderado das unidades disponíveis. 

Nesse sentido, essa abordagem considera o custo das unidades mais recentes e também das mais antigas, atribuindo pesos proporcionais à quantidade de cada lote. 

O método MPM é muito adotado em companhias onde os custos dos produtos podem variar, de maneira significativa, ao longo do tempo, possibilitando que a empresa tenha um conhecimento mais equilibrado do custo médio de seus estoques. 

Quais São As Principais Vantagens De Se Utilizar A Técnica MPM?

O método MPM pode proporcionar uma série de vantagens no que se refere à gestão de estoques. Uma delas, sem dúvida, é a capacidade de minimizar variações nos custos de aquisição de mercadorias, proporcionando um entendimento mais claro sobre o custo médio dos produtos.

Outra vantagem é que o MPM auxilia em uma análise mais eficiente e precisa dos custos relacionados às mercadorias, o que facilita a precificação dos produtos.  

Somado a isso, ao adotar essa metodologia, a empresa também possui uma visão mais realista sobre os valores dos estoques, possibilitando uma gestão financeira mais precisa. O método MPM garante ainda maior flexibilidade e adaptabilidade às dinâmicas do mercado.

Quando Utilizar O Método MPM?

O método MPM pode ser usado em situações onde os custos de aquisição de mercadorias variam e a companhia deseja usar uma estratégia mais equilibrada na gestão de estoque. 

Além disso, ele também pode ser adotado por empresas que possuem produtos com preços que apresentam flutuação, evitando variações significativas nos custos dos produtos em estoque. 

Sem contar que o método MPM também é indicado para segmentos dinâmicos e voláteis, onde a média ponderada oferece uma visão mais realista dos custos. 

Exemplo De Aplicação Da MPM

Para entender a aplicação do método MPM, vamos apresentar um exemplo prático, confira:

Suponhamos que uma empresa comercializa eletrônicos e está sujeita a flutuação nos custos de componentes por conta das mudanças no mercado global. 

Ao aplicar essa metodologia, a companhia calcula o custo médio ponderado de seus produtos com base nas últimas compras de peças eletrônicas. Caso ela adquira um lote de microprocessadores a um preço mais elevado e, depois, compra outro lote a um custo inferior, o MPM amortece essas variações. 

O Que É PEPS (Primeiro Que Entra, Primeiro Que Sai)?

A sigla PEPS significa “Primeiro Que Entra, Primeiro Que Sai”, um método de gestão de estoque que determina a ordem de movimentação e saída dos produtos.

A lógica PEPS é que as primeiras mercadorias a entrar no estoque são as primeiras a serem usadas ou comercializadas, o que significa que a companhia retira dos seus armazéns primeiro os produtos mais antigos, garantindo uma rotatividade eficiente do estoque e reduzindo o risco de obsolescência. 

O Que É UEPS (Último Que Entra, Primeiro Que Sai)?

método mpm

A sigla UEPS significa “Último a Entrar, Primeiro a Sair”, um método de gestão de estoque, onde os produtos mais recentemente adquiridos ou fabricados são os primeiros a serem utilizados ou vendidos.

Este método utiliza a precificação de produtos para a organização do estoque, sendo realizada com base no valor dos últimos itens adquiridos. Neste caso, a prioridade de venda é sempre daqueles que deram entrada no armazém mais recentemente. 

Qual A Importância De Gerenciar O Seu Estoque?

Gerenciar o estoque é essencial para a eficiência operacional e financeira de uma empresa. Isso porque, ao manter um controle eficiente dos níveis de estoque, a companhia possibilita o atendimento à demanda do cliente de forma satisfatória, evitando a falta ou excesso de estoque

Essa gestão é fundamental também porque ela contribui para a redução de custos associados ao armazenamento, obsolescência de produtos e desperdício.

Além disso, isso também facilita a identificação de produtos mais rentáveis, auxilia na criação de estratégias de precificação mais vantajosa e melhora a eficiência operacional geral de toda a companhia. 

Qual É O Melhor Método?

A escolha entre o método MPM, PEPS e UEPS dependerá das necessidades e preferências do seu negócio. O método MPM é mais indicado para setores que possuem variações frequentes nos custos, oferecendo, assim, uma visão média ponderada mais estável. 

Por outro lado, o PEPS é recomendado quando a companhia busca a rápida movimentação de estoque, priorizando os produtos mais antigos para evitar a obsolescência de produtos.

Já o UEPS é usado quando a estocagem de produtos não é vantajosa, como no caso de uma indústria alimentícia, onde manter produtos em estoque pode acarretar na perda de lotes inteiros de verduras e hortaliças, por conta da sua natureza perecível.

Como Aplicar O MPM Em Meu Estoque?

Para aplicar o método MPM no seu estoque, é preciso considerar alguns aspectos. O primeiro é fazer um registro preciso das informações de entrada de itens, como a quantidade e o custo unitário de cada lote. 

O passo seguinte é calcular o custo médio ponderado, multiplicar a quantidade de cada lote pelo seu custo unitário e somar esses valores. Feito isso, divida essa soma pelo total de unidades em estoque. Este resultado será o custo médio ponderado. Lembre-se sempre de atualizar o cálculo sempre que receber novos produtos, considerando as informações mais recentes. 

Conclusão

Agora que você já sabe o que são os métodos MPM, PEPS e UEPS, escolha aquele método que mais se adequa ao perfil do seu negócio e as necessidades da sua companhia.  

Na hora de investir em um software de gestão de estoque, conheça a ADV Tecnologia, que possui soluções para otimizar os processos das indústrias, distribuidoras, varejistas e prestadores de serviços.


    Acesse agora a Demonstração Grátis

    Descubra como transformar a gestão da sua empresa

    Sistema de gestão completo, fácil de instalar e simples de usar, faça uma demonstração gratuita

    Área de Atuação




    Demonstração Grátis