Sistema ERP para Indústrias e Distribuidoras

4 dicas para otimizar a gestão do fluxo de caixa

  • Home
  • 4 dicas para otimizar a gestão do fluxo de caixa
4 dicas para otimizar a gestão do fluxo de caixa

Todo mundo quer crescer. Com a sua empresa, não é diferente, certo? Para isso, é preciso se preocupar com um mundo de coisas: marketing, operacional, pessoal e muito mais.


Mas nenhuma dessas áreas vai funcionar bem se você não fizer uma boa gestão financeira. E cuidar do fluxo de caixa é essencial.


É ele quem vai permitir que você tome decisões importantes para o presente e o futuro do seu negócio. Ou seja: otimizar a gestão do fluxo de caixa é um dos principais fatores para ter uma empresa saudável.


A ADV Tecnologia preparou esse post com dicas imprescindíveis para você evitar erros e aumentar os acertos quando o assunto é fluxo de caixa.


O que é fluxo de caixa

Fluxo de caixa é uma mistura de síndico com porteiro. Com ele, você tem controle das entradas e saídas e ainda tem um olhar do todo para tomar decisões cruciais.


Basicamente, o fluxo de caixa é uma ferramenta que controla a movimentação financeira da empresa.


É possível acompanhar as entradas e saídas de dinheiro em determinados períodos, identificando onde e como a verba está sendo injetada e qual a quantia recebida por cada serviço e produto.


Para que serve o fluxo de caixa

Como falamos anteriormente, o fluxo de caixa é essencial para a tomada de decisões importantes. Além de auxiliar no controle financeiro da empresa, é possível avaliar áreas carentes de investimento ou que estão com gastos desnecessários.


É aí que entra o olhar do síndico: o fluxo de caixa permite otimizar processos, cortando custos indevidos e redirecionando verbas para setores mais deficitários.


Como otimizar a gestão do fluxo de caixa

Você precisa ter uma série de cuidados com o seu fluxo de caixa. Afinal, não basta estar atento apenas ao dinheiro que entra e sai.


As movimentações financeiras são importantes mas é necessário analisar as informações, estabelecer processos, documentar e acompanhar. É um ciclo que vai se formando para otimizar seu fluxo de caixa.


E essas são algumas ações essenciais que você precisa fazer na sua empresa:


1- Faça um inventário

O inventário financeiro é o registro dos custos fixos e variáveis, as receitas em caixa e a receber, além dos investimentos previstos para o período escolhido para análise.


Fazer esse levantamento permite organizar seus dados e o seu fluxo de caixa. Uma dica é separar por categorias: operacional (dia a dia), investimentos, inovação e expansão.


2- Defina um período de análise

Depois de organizar os dados do seu fluxo de caixa, é preciso analisá-los. Afinal, sem análise, não é possível identificar problemas e otimizar seus gastos.


Além disso, para comparar resultados e perceber evoluções, é importante definir um período de análise.


Não existe uma regra. Muitas empresas fazem suas análises de três em três meses por ser um tempo que permite avaliar possibilidades de investimentos e outras estratégias para o negócio.


E para você, qual é o período ideal para analisar seu fluxo de caixa?


3- Registre contas a pagar e a receber

Esses são dois pontos importantes para o fluxo de caixa. Não é possível ter uma boa gestão financeira sem saber o que entra e o que sai da sua empresa.


Primeiro, pontue as despesas fixas (aluguel, internet, funcionários, etc) e quais os dias do mês elas devem ser pagas. Depois, faça o lançamento das suas vendas, tanto à vista quanto parceladas. Registre essas contas para os próximos meses.


Agora, já é possível avaliar seu saldo e saber como será seu fluxo de caixa tanto no presente quanto no futuro.


4- Atualize seus dados

Aumento de um salário. Valor de compra mais baixo. Aluguel mais alto. Estes são alguns exemplos de custos que podem variar e influenciar seu fluxo de caixa. Por isso, é importante manter seus dados constantemente atualizados para não ter surpresas futuramente.

Clique para Ligar
Fale por WhatsApp