Cadastre-se e assista uma demonstração online

Demonstração Interativa

Acesse e conheça todos os detalhes do software Advanced Business ERP

Advanced Business E.R.P

Saiba como o uso da informação pode ajudar sua cadeia de suprimentos

Saiba como o uso da informação pode ajudar sua cadeia de suprimentos

Especialmente do ponto de vista logístico, a cadeia de suprimentos é indispensável para o sucesso do negócio. Mesmo assim (e por incrível que pareça), muitos erros ainda são cometidos, sendo inclusive responsáveis por fazer com que as empresas percam sua competitividade. Como você certamente não quer que isso ocorra com seu negócio, confira agora mesmo alguns dos principais erros na cadeia de suprimentos que devem ser evitados a todo custo! Vamos lá?

Desconhecer a cadeia de suprimentos

Você realmente sabe como é a cadeia de suprimentos do seu negócio e conhece os detalhes inerentes a seu funcionamento? Se a resposta para essa pergunta não foi um sim no mais alto e bom tom, saiba que você está cometendo uma falha grave. Entenda, desde já, que só é possível gerenciar e otimizar aquilo que se conhece. Sendo assim, se você não conhece a cadeia de suprimentos específica do seu negócio, significa que não há o devido controle e, consequentemente, os resultados deixarão a desejar, colocando toda a produtividade em risco.

Ignorar os dados

Os dados de sua cadeia de suprimentos são essenciais para a boa tomada de decisões, já que o gestor se baseará exatamente em tais informações para deliberar sobre o que fazer. Se os dados da cadeia de suprimentos mostram que uma determinada quantidade de entregas está atrasando, mas todas as rotas vêm sendo seguidas como deveriam, pode ser um indicativo de que há um erro importante no manuseio do pedido até que ele seja levado para o transporte, por exemplo. Da mesma forma, se um item está sempre indisponível, é sinal claro de que a sua gestão de estoque está falhando de alguma maneira, sendo necessária uma correção efetiva.

Em relação a esse quesito, definitivamente vale a pena investir em um sistema que proporcione um monitoramento constante e de alto nível sobre tais dados. Já imaginou receber alertas automáticos indicando possíveis riscos ou mesmo oportunidades em cada área ou setor de sua cadeia produtiva?

Analisar informações em excesso

Mas atenção: analisar dados demais também é ruim, podendo, além de tudo, ainda tomar bastante tempo do gestor. Por isso, é essencial que prioridades sejam cuidadosamente definidas. Mais uma vez, um bom software de gestão pode ser o grande diferencial para seu negócio nesse quesito. Se não há uma diferenciação adequada, dados de menor importância estarão em pé de igualdade com os realmente relevantes, de maneira que o gestor ficará atento a detalhes que nem sempre precisam de tamanha dedicação.

Por isso, é muito importante saber quais grupos de dados precisam ser analisados, merecendo atenção e acompanhamento frequentes. Sem isso, a gestão da cadeia de suprimentos acabará ocupada em tomar decisões pequenas o tempo todo. Com uma solução automatizada para sua cadeia de suprimentos, você conseguirá distribuir tempo, organização e qualidade nas medidas certas.

Negligenciar a integração

Embora a cadeia de suprimentos possa até funcionar de maneira compartimentada, é impossível que o transporte funcione adequadamente se o estoque não estiver lá para abastecer, certo? Do mesmo modo, não adianta haver disponibilidade de estoque e bom transporte se não houver um planejamento logístico eficiente.

Por essas e outras que negligenciar a integração dos setores consiste em um grave erro cometido na cadeia de suprimentos. Então trate de evitá-lo. Não se esqueça de que a cadeia de suprimentos é dinâmica, precisando, por isso, ser tratada e gerenciada como tal. Assim, os setores precisam conversar entre si para que tudo esteja na mais perfeita sincronia.

Descuidar da transparência

São muitas as empresas que encaram um erro comum, mas extremamente prejudicial: a falta de transparência em relação a toda a cadeia de suprimentos. Isso normalmente acontece quando a organização pensa apenas no caminho que parte do negócio até chegar ao consumidor final, esquecendo-se de considerar o percurso que a matéria-prima e os suprimentos percorrem até chegarem à empresa.

Sem saber de onde vêm os suprimentos ou sem conhecer realmente seus fornecedores, qualquer empresa fica sujeita a condições que não pode prever pelo fato de que simplesmente não tem informações sobre o restante da cadeia produtiva. Por isso, é muito importante apostar na transparência, fazendo com que todas as etapas da cadeia sejam devidamente conhecidas.

Esquecer o foco

Uma cadeia de suprimentos eficiente precisa manter o foco no atendimento a necessidades específicas para que seja possível oferecer serviços realmente de qualidade aos consumidores. Se sua cadeia é planejada de modo a tentar atender a tudo e a todos, ainda de preferência em todos os lugares, então grandes são as chances de que ela seja ineficiente em absolutamente todos os âmbitos.

Assim, em vez de tentar criar uma cadeia de suprimentos que seja capaz de abranger tudo, é muito mais importante criar um foco para que ela possa se estabelecer e fornecer os resultados esperados. É o caso, por exemplo, de querer atender a uma área maior do que a cadeia de suprimentos realmente comporta. Ao manter o direcionamento, você garante não só melhores resultados como também custos menores, o que aumenta ainda mais as chances de sucesso.

Romper com as inovações

Partindo do princípio de que o mercado muda a todo instante, se sua cadeia de suprimentos não for capaz de se adaptar rapidamente, em breve se tornará custosa demais e, consequentemente, sem tanta função. É essencial, por isso, garantir o máximo de atenção às novas necessidades do mercado e a como isso impacta a cadeia de suprimentos.

Ao perceber tendências e necessidades, passa a ser possível se antecipar e implantar as mudanças necessárias. Com isso, a cadeia de suprimentos se torna mais robusta e preparada para enfrentar quaisquer que sejam as situações futuras.

Empregar mal a tecnologia

A tecnologia pode ser uma grande aliada para a gestão da cadeia de suprimentos, tornando-a ao mesmo tempo mais eficiente e barata. Um bom software de gestão é um excelente exemplo de tecnologia usada a serviço da melhora da cadeira de suprimento. O problema, entretanto, é que muitas vezes essa tecnologia é usada de maneira errada. E o erro normalmente mora na dose: ou ela é usada para mais ou para menos.

Usar tecnologia para menos faz com que sua cadeia de suprimentos seja cada vez menos competitiva, já que os concorrentes provavelmente estão empregando tecnologias de gestão de estoque e gestão logística na busca de melhores resultados. Por outro lado, usar tecnologia para mais nem sempre é a solução, afinal, muitas vezes o problema do processo é estrutural e não como é medido ou acompanhado. Por isso, é importante que você esteja aberto para inovar e usar a tecnologia a seu favor, desde que na medida certa.

Você sabia que existem softwares de alto nível no mercado que analisam essas informações da cadeia de suprimento automaticamente e enviam alertas seguros aos gestores, agilizando a tomada de decisão? O Advanced Business ERP, por exemplo, foi especialmente pensado para as PMEs que almejam uma solução de gestão completa, mas sem muita complicação no manejo da ferramenta e com um grau de investimento perfeitamente viável. Não parece uma boa?

A cadeia de suprimentos pode experimentar alguns erros que têm o potencial de prejudicar e até mesmo impedir que os resultados desejados sejam conseguidos. Ao conhecer essas falhas, você poderá evitá-las e, com isso, alcançar uma gestão muito mais eficiente. Quer resultados ainda melhores? Então confira neste outro post como otimizar a cadeia de suprimentos da sua empresa!

Compartilhe