Cadastre-se e assista uma demonstração online

Demonstração Interativa

Acesse e conheça todos os detalhes do software Advanced Business ERP

Advanced Business E.R.P

Lucro bruto e lucro líquido: Entenda o que é cada um

Lucro bruto e lucro líquido

Lucro bruto e lucro líquido: Entenda o que é cada um

Em um mercado exigente e competitivo como o dos dias de hoje, uma empresa precisa estar sempre pronta para tomar as melhores decis√Ķes. Para isso, o melhor aliado ser√° um amplo¬†conhecimento de tudo que se relaciona ao seu neg√≥cio.

Isso porque o √Ęmbito empresarial e a contabilidade trazem palavras e termos pr√≥prios, cada uma com sua significa√ß√£o espec√≠fica. Vivendo na era digital, novos termos aparecem para aumentar o j√° rico dicion√°rio dos empres√°rios. Mas dois deles, entretanto, s√£o antiqu√≠ssimos e nem sempre t√£o conhecidos dos gestores, e,¬†por isso, ainda geram¬†certa confus√£o: estamos falando¬†de ‚Äúlucro l√≠quido‚ÄĚ e ‚Äúlucro bruto‚ÄĚ.

Este post vai explicar o significado desses dois conceitos e sua import√Ęncia na √°rea financeira de sua empresa. Continue lendo!

CTA-e-book Guia de Gestao Financeira Como ter sucesso no seu negocio

O lucro e a empresa

Antes de tudo, é importante definir o que é o lucro. De forma simplificada, podemos dizer que o lucro se trata do retorno positivo de qualquer investimento. Ele é a diferença concreta entre o que se recebeu e o que se gastou em uma atividade.

√Č poss√≠vel afirmar que todo empres√°rio quer ter lucro com sua empresa, seja vendendo cal√ßados, vestu√°rio, rem√©dios, alimentos; seja prestando servi√ßos diversos ou produzindo determinados produtos. O lucro √© uma das finalidades de qualquer empresa, e faz¬†parte de sua acep√ß√£o.

Porém, o conceito contábil de lucro é mais complexo que isso. Para compreender melhor o que ele significa, é preciso aprender antes como ele é formado, e saber que ele pode ser determinado de duas formas diferentes: como lucro bruto ou lucro líquido.

Lucro bruto e lucro líquido

Lucro bruto e lucro líquido são indicativos do desempenho do negócio, se ele está indo bem, regular ou mal. Mas, embora um conceito dependa diretamente do outro, existem diferenças entre eles. Além disso, para melhor compreender o significado desses conceitos, é preciso compreender outros, como custos e receitas. Os termos lucro, custos e receitas estão muito relacionados entre si.

As diferenças entre custos variáveis, custos fixos e custo total

Custos vari√°veis

Custos vari√°veis s√£o aqueles que variam conforme a quantidade produzida. √Č o valor que se gasta na produ√ß√£o da mercadoria, desde a mat√©ria-prima at√© a sua exposi√ß√£o e/ou venda efetivada. No caso de servi√ßos, engloba todos os gastos necess√°rios para que o servi√ßo se realize. Um exemplo de custo vari√°vel entre os impostos √© o conhecido ICMS, que est√° diretamente ligado √† quantidade de mercadorias comercializadas ou de servi√ßos prestados.

Os insumos necess√°rios para produzir qualquer bem s√£o os exemplos mais claros de custo vari√°vel,¬†pois, obviamente, quanto maior for a produ√ß√£o, mais a empresa ter√° que gastar comprando mat√©ria-prima. Outros exemplos de custo vari√°vel s√£o as comiss√Ķes sobre venda, fretes de vendas, embalagens e quaisquer outros insumos diretamente ligados ao produto ou servi√ßo fornecido.

Custos fixos

Custos fixos s√£o aqueles que n√£o dependem da quantidade produzida. Exemplos de custos fixos s√£o o sal√°rio dos funcion√°rios e o aluguel do im√≥vel onde funciona o neg√≥cio. O IPTU, imposto cobrado pelo munic√≠pio, tamb√©m √© um custo fixo. √Āgua, luz e telefone tanto podem ser fixos quanto vari√°veis¬†‚ÄĒ¬†vai depender dos motivos pelos quais eles s√£o utilizados, da sua finalidade em determinados momentos.

Apesar do nome, n√£o podemos afirmar que os custos fixos, ou custos de estrutura,¬†permanecer√£o¬†os mesmos para sempre e n√£o sofrer√£o¬†mudan√ßas. Muito pelo contr√°rio: o exemplo mais cl√°ssico desse tipo de custo ‚ÄĒ¬†o aluguel ‚ÄĒ¬†sofre reajustes¬†com certa frequ√™ncia e ainda assim √© classificado como custo fixo, j√° que a varia√ß√£o em seu valor n√£o tem rela√ß√£o com as oscila√ß√Ķes na produ√ß√£o da empresa.

Custo total

Custo total é a soma de todos os custos da empresa, sejam eles fixos ou variáveis.

Receita bruta ou receita total

Receita bruta é a receita total e refere-se ao resultado da multiplicação do preço do produto ou serviço pela quantidade de vendas desse mesmo produto ou serviço. A fórmula matemática para o cálculo da receita total é:

preço x quantidade = receita bruta

Também conhecida como faturamento, ela é o resultado final decorrente do ciclo de atividades de qualquer negócio.

Entendendo o lucro bruto

Lucro bruto é a diferença entre receita total e custos variáveis:

receita total ‚Äď custos vari√°veis = lucro bruto

Ele representa a diferen√ßa entre as vendas efetivadas e o quanto se gasta na produ√ß√£o do produto ou na realiza√ß√£o do servi√ßo. √Č o resultado da atividade da venda de bens ou servi√ßos.

Entendendo o lucro líquido

Lucro líquido é a diferença entre a receita total e o custo total:

receita total ‚Äď custo total = lucro l√≠quido

√Č a diferen√ßa entre as vendas efetivas (de mercadorias ou de servi√ßos) e o total de gastos da empresa (tanto os custos fixos quanto os ¬†custos vari√°veis). Isso quer dizer que, para calcular o lucro l√≠quido, ainda √© preciso descontar da receita bruta os custos ¬†fixos, como por exemplo funcion√°rios, aluguel e determinados impostos e taxas.

Encontrando o lucro bruto e o lucro líquido de uma empresa

Para apurar o resultado de uma empresa, devemos come√ßar pela receita bruta de vendas, ou seja, o valor de tudo que a empresa faturou durante o per√≠odo analisado.¬†Dessa receita, s√£o descontados os abatimentos, as devolu√ß√Ķes de vendas, os descontos concedidos aos clientes e os impostos sobre as atividades comerciais. A quantia resultante ser√° a¬†receita l√≠quida de vendas da empresa.

Na sequência, subtraímos desse valor o custo total de produção das mercadorias e dos serviços vendidos. O resultado dessa conta será o lucro bruto. A partir do lucro bruto, devemos descontar os chamados custos fixos, considerando todas as despesas financeiras, operacionais, gerais e administrativas que a empresa teve no período. Ao mesmo tempo, são acrescentadas nessa parte outras receitas que possam ter sido recebidas.

Com isso, chegamos ao lucro ou preju√≠zo l√≠quido, que mostrar√° como foi, de fato, o desempenho da empresa durante o per√≠odo estudado. Voc√™ encontrar√° mais informa√ß√Ķes sobre esta apura√ß√£o no nosso post sobre¬†DRE (Demonstrativo de Resultados de Exerc√≠cio).

Esperamos que nosso post tenha esclarecido bem a diferen√ßa entre lucro bruto e lucro l√≠quido. Compartilhe-o nas redes sociais e divulgue nosso conte√ļdo para ajudar mais pessoas!

Compartilhe