Cadastre-se e assista uma demonstração online

Demonstração Interativa

Acesse e conheça todos os detalhes do software Advanced Business ERP

Advanced Business E.R.P

7 erros que você não deve cometer ao reduzir custos na empresa

7 erros que você não deve cometer ao reduzir custos na empresa

Especialmente em tempos de crise, reduzir custos na empresa se torna indispensável para se manter rentável e competitivo. Mas para que isso aconteça, a gestão precisa tomar uma série de decisões importantes que impactam diretamente os funcionários e, algumas vezes, também os clientes. Exatamente por isso é que tais atitudes precisam ser cuidadosamente pensadas, já que errar nesse momento pode resultar em prejuízos e problemas para a empresa. O segredo está em simplificar para poder se manter no mercado. Quer saber como reduzir custos do jeito certo? Então confira a seguir 7 erros que você deve evitar ao reduzir custos na empresa:

Deixar de avaliar bem a situação

Nesse cenário, um dos maiores erros que devem ser evitados a todo custo é não realizar uma profunda avaliação da situação. Afinal de contas, apenas reconhecer a necessidade de redução de custos não faz com que qualquer atitude seja efetivamente positiva. Para que isso aconteça, é necessário planejamento. Assim, a avaliação inicial se torna indispensável.

É altamente recomendado, portanto, que se faça uma análise completa de tudo o que a empresa gasta e de quais são os últimos resultados de desempenho em geral, assim como é preciso conhecer as projeções de mercado. Também se deve fazer uma avaliação de cada setor, já que, muitas vezes, um corte maior em uma determinada área pode acabar excluindo a necessidade de reduções elevadas em outras.

Assim, em vez de apenas instituir que os gastos serão reduzidos e que haverá uma porcentagem fixa para todos os setores, avalie e planeje a situação de maneira mais ampla e assertiva. Lembre-se de que é preciso tratar desigualmente o que é desigual. E como cada setor tem suas particularidades, o olhar sobre cada um deve ser diferenciado.

Prejudicar a qualidade oferecida ao cliente

Vale ressaltar que redução de custos não pode significar, de maneira alguma, redução na qualidade oferecida ao cliente! Isso porque se a empresa reduz a qualidade de seus produtos ou serviços, não apenas será mais difícil atrair novos clientes como também será complicado manter os atuais. O resultado será percebido com a perda de oportunidades e receitas, levando a uma necessidade cada vez maior de redução de custos.

Exatamente por provocar essa bola de neve é que os cortes nas despesas não devem afetar qualquer processo, operação ou etapa que diga respeito à qualidade do produto e à satisfação do consumidor. Dessa forma, consegue-se garantir que a empresa oferecerá um produto com os mesmos padrões de antes, só que agora com um custo menor. E é assim que se chega aos resultados desejados.

Eliminar benefícios para funcionários

Outro erro que você definitivamente não deve cometer ao reduzir custos na empresa é eliminar benefícios para os colaboradores. Já parou para pensar que uma redução nas comissões de vendas ou a perda de bônus caso as metas sejam atingidas, por exemplo, afetam diretamente a motivação dos funcionários? Consequentemente, sua produtividade cai.

Isso fará com que a equipe de vendas tenha menos estímulos para correr atrás de fechar negócios, assim como funcionários de atendimento se sentirão menos motivados a se esforçar para realizar um bom serviço. No final, não só o cliente sofrerá as consequências, mas a empresa também, ao conseguir menos lucros.

Cortar investimentos em marketing

Quando se fala em crise e redução de custos, o primeiro impulso de muitos empresários e gestores é cortar os investimentos em marketing. Mas a verdade é que, por mais que sejam considerados supérfluos, esses investimentos são, de fato, a porta de entrada para muitos novos clientes! São justamente as campanhas de marketing que tanto atraem consumidores como ajudam a fidelizar os antigos. Assim, quando tais investimentos são cortados, os resultados também deixam de existir.

Por isso, o mais recomendado é que se faça ajustes e segmentações nas campanhas de marketing, a fim de torná-las mais rentáveis, em vez de cortar por completo esses investimentos. Dessa maneira, a empresa continua atraindo novos clientes, gerando novas vendas e tendo mais oportunidades de negócio.

Evitar fazer cortes nas instâncias mais altas

Reduzir custos na empresa também não pode significar cortar gastos apenas nos setores hierarquicamente mais baixos. Ao fazer isso, você só transmitirá uma mensagem negativa aos funcionários que serão diretamente afetados pelos cortes, colaborando para que a produtividade caia bastante.

Portanto, para evitar que isso aconteça, não cometa o erro de ignorar a necessidade de realizar cortes nas instâncias mais altas. Você pode, por exemplo, diminuir o número de viagens da diretoria que não sejam estritamente necessárias. Dessa forma, toda a empresa ganha consciência da precisão de reduzir custos, ficando assim mais fácil gerenciar as mudanças.

Ter a demissão como a primeira saída

Outro erro que não pode ser cometido ao se diminuir os gastos de uma empresa é ter a demissão como a primeira (ou até única) saída para enxugar as finanças. Além de isso gerar um potencial desperdício de talentos que podem fazer a diferença nos resultados da empresa, também causa uma sensação de pânico generalizado entre os funcionários.

Preocupados a respeito de seus empregos, muitos colaboradores acabam perdendo no quesito produtividade, de forma a fazer com que todo o clima organizacional saia prejudicado. Por isso, embora a demissão seja uma saída necessária (em alguns momentos), não deve ser considerada como a saída principal, evitando assim efeitos colaterais extremamente nocivos ao negócio.

Demorar a finalmente tomar uma decisão

Embora sempre seja necessário considerar uma série de fatores, demorar a tomar uma decisão sobre a redução de custos também é um erro que deve ser evitado. Pense bem: quanto mais se posterga a implementação de quaisquer que sejam as medidas de redução, mais gastos a empresa acumula e maior se torna a necessidade de reduzir gastos.

Com isso em mente, uma vez notada a necessidade de diminuir os gastos, a decisão deve ser tomada rapidamente e da maneira mais estruturada possível. Com isso se promove uma contenção de danos extremamente importante, assim como também se vê uma melhora nos resultados.

Agora que você sabe que reduzir custos na empresa é importante, mas deve ser feito da maneira correta se a intenção é obter bons resultados, não haverá crise que o fará perder as rédeas. Que tal complementar esse aprendizado e conferir também como um software de gestão pode diminuir custos da sua empresa?

Compartilhe