Cadastre-se e assista uma demonstração online

Demonstração Interativa

Acesse e conheça todos os detalhes do software Advanced Business ERP

Advanced Business E.R.P

13 indicadores financeiros que sua empresa deve observar para n√£o quebrar

13 indicadores financeiros que sua empresa deve observar para n√£o quebrar

A gestão de um empreendimento é ainda mais trabalhosa que manter seu funcionamento. Muitos empresários com negócios promissores acabam por quebrar pela falta de controle de seus índices de resultados.

Estabelecer indicadores importantes e fazer seu acompanhamento é mais que uma obrigação a mais na lista de atividades de um negócio: é uma oportunidade de ter faróis a seus dispor, informando se seu negócio está indo bem ou não.

Conhe√ßa os principais indicadores financeiros que voc√™ deve acompanhar para garantir a sa√ļde financeira de sua empresa e saiba como calcular cada um.

Faturamento bruto

Principal indicador para qualquer empresa, o faturamento indica o quanto está vendendo. Compare esse indicador com as médias de mercado e você saberá se precisa investir em marketing, por exemplo.

Cálculo do faturamento bruto: Some tudo que foi faturado no período que está sendo analisado.

Recebimento

Diferente de faturamento, o recebimento √© tudo que, de fato, foi quitado. Em termos pr√°ticos, voc√™ exclui a inadimpl√™ncia e considera somente o que foi, de fato recebido. A diferen√ßa entre o recebimento e o faturamento √© um √≠ndice importante para medir o n√≠vel de inadimpl√™ncia. Quanto mais pr√≥ximos estiverem, melhor. Se estiverem distantes, repense formas mais seguras de venda como cart√Ķes de d√©bito e cr√©dito e outros meios garantidos, al√©m de procurar ter uma cobran√ßa eficiente para trazer de volta o valor n√£o recebido.

Cálculo do Recebimento: Some tudo o que foi faturado e recebido no período de análise.

Custos fixos

√Č de suma import√Ęncia para o empres√°rio conhecer seus custos fixos. Essas s√£o as despesas que n√£o sofrem varia√ß√£o, independentemente de seu faturamento. Se faturar pouco, voc√™ ter√° que pag√°-los da mesma forma. O ideal √© ampliar o faturamento para diluir os custos fixos ao m√°ximo, melhorando o resultado. Tamb√©m, claro, sempre procurar reduzir os custos ao m√°ximo.

Cálculo dos custos fixos: Aluguel, salário de funcionários, contador, material de escritório ou limpeza, por exemplo.

Lucratividade

Enquanto o lucro é referente àquilo que se recebe do faturamento além dos custos, a lucratividade é diferente. Ela fornece um valor percentual que mostra a rentabilidade do negócio, através da visão do quanto seu faturamento consegue oferecer de retorno.

Uma lucratividade baixa implica dizer que seu retorno é muito pequeno e por isso exige maior esforço para conseguir resultados.

Cálculo da lucratividade: Divida o Lucro Líquido pela Receita Total e multiplique o resultado por 100.

Ticket médio

√Č o valor m√©dio de cada cliente ou venda. Um ticket m√©dio alto indica que com menos clientes voc√™ consegue um resultado melhor. Important√≠ssimo, j√° que √© necess√°rio investir para trazer novos clientes enquanto, mantendo um ticket m√©dio alto e clientes satisfeitos, seu retorno ser√° maior.

Cálculo do ticket médio: Valor total de vendas no período/total de vendas.

Você também pode calcular o ticket médio por cliente, para saber quem são seus clientes mais rentáveis e investir de forma segmentada, onde tem maior retorno.

Margem Bruta

Mede a rentabilidade de seu empreendimento, através do lucro obtido em cada venda. Esse indicador mostra que produtos tem melhor margem bruta, servindo de base para uma estratégia de marketing específica.

C√°lculo da margem bruta: √Č a divis√£o do lucro bruto (faturamento menos os custos) pela receita operacional l√≠quida (receita total menos impostos, descontos e cancelamentos), multiplicado por 100.

Margem Líquida

√Č o percentual do lucro l√≠quido, j√° deduzido de todos os impostos inclusive o de renda, sobre as vendas. Assim como a margem bruta, d√° um indicativo de quanto est√° sendo sua margem de resultados frente a todo seu esfor√ßo.

Cálculo da margem líquida: Lucro líquido dividido por Vendas, o resultado é multiplicado por 100.

Prazo Médio de Estocagem (PME)

Esse é um indicador financeiro muito importante, pois produtos parados geram custos e se depreciam. Produtos devem ser vendidos e não estocados. Um estoque muito alto precisa ser convertido em vendas para fazer girar o seu fluxo de negócios.

Cálculo do PME: Estoque Médio (resultado da subtração entre o final e o início do período) dividido pelo custo da Mercadoria Vendida, o resultado é multiplicado por 360.

Prazo Médio de Recebimento (PMR)

√Č o tempo m√©dio que seu empreendimento demora para receber de seus clientes o que foi faturado. Se seu PMR √© grande, ou seja, se voc√™ est√° vendendo, mas demorando a receber, significa que voc√™ est√° fazendo as vezes de financiador de seu cliente, e est√° arcando os custos desse financiamento, pois o dinheiro que n√£o est√° com voc√™ n√£o est√° gerando novos neg√≥cios.

Cálculo do PMR: Duplicatas a receber dividias pelo resultado de vendas, o resultado é multiplicado por 360.

Prazo Médio de Pagamento (PMP)

Esse indicador financeiro, ao contrário do PMR, quanto maior, melhor: Significa que seu fornecedor está financiando sua empresa, pois essa medição trata do prazo de pagamento que você tem para pagar as compras da empresa.

Cálculo do PMP: Total da dívida com fornecedores (em R$) dividido pelo valor bruto das compras (em R$), o resultado é multiplicado por 360.

Perceba a relação entre o PMR e o PMP: O ideal é que o primeiro seja menor que o segundo, caso contrário, você está pagando seus fornecedores antes de receber de seus clientes e essa é uma rotina perigosa, fácil de cair em desequilíbrio.

Liquidez Imediata

Muito importante, a liquidez imediata √© um indicador que mede a capacidade de pagamento que a empresa possui, considerando o que tem em caixa. Ou seja: Se fosse preciso honrar todos os compromissos hoje, quanto sua empresa teria em caixa? Seria suficiente para pagar? √Č disso que trata esse indicador financeiro, que versa sobre seguran√ßa financeira. A liquidez √© important√≠ssima para todos, pessoas f√≠sicas e empresas.

Cálculo da Liquidez Imediata: Disponível dividido pelo Passivo Circulante

Liquidez Corrente

Nesse caso, é a liquidez em curto prazo: Relaciona seus ativos circulantes e seu passivo circulante, comparando o que seu empreendimento tem a receber em curto prazo e o que tem a pagar no mesmo período. Se o total a pagar for maior, pode indicar dificuldades de honrar seus compromissos e endividamento.

Cálculo da Liquidez Corrente: Ativo Circulante dividido pelo Passivo Circulante

Nível de endividamento

Esse indicador financeiro mede a relação entre as dívidas a fornecedores e outros, em relação ao investido pelos sócios ou acionistas. Significa que seu negócio depende mais ou menos fortemente do capital de terceiros (bancos, financeiras etc.) e exige muito cuidado, pois significa um quarto de perigo se o endividamento for alto, prejudicando a liquidez e podendo quebrar seu negócio.

Mesmo que a empresa consiga resultados positivos nos indicadores de lucratividade, margem líquida e faturamento, os juros pagos com endividamento podem consumir todo seu resultado, já que costumam ser muito altos. Prefira sempre não utilizar crédito bancário e, se o fizer, tenha um controle severo sobre suas contas e compare com seu lucro, que pode estar indo pelo ralo.

Cálculo do Endividamento Total: Passivo Total (Circulante + Exigível a longo prazo)

Agora que voc√™ conhece todos esses indicadores financeiros, voc√™ tem condi√ß√Ķes de ter uma vis√£o geral de sua empresa. Ent√£o, que tal come√ßar a calcul√°-los? Comente no post o que achou dos resultados!

Compartilhe